Israel quer que migrantes africanos ilegais saiam do país

No total são quase quarenta mil migrantes africanos, que o governo de Israel quer que deixe o país em no máximo noventa dias. Se eles persistirem em ficar no país, eles correm o risco de serem levados para a prisão.

Essa atitude do governo israelense causou protestos de várias entidades de direitos humanos, e faz com que o mundo todo tenha conhecimento do drama que esses milhares de africanos que não são judeus, sofrem há quase dez anos.

O governo de Israel está oferecendo aos migrantes africanos, passagem e cerca de US$ 3,5 mil para aqueles que desejam ir embora por conta própria do país.

Em Israel os migrantes africanos ilegais são na sua grande maioria vindos da  Eritreia e do Sudão,  e o governo quer promover à volta deles para esses países ou para algum outro, sendo que os destinos mais prováveis são Ruanda e Uganda, segundo declarações feitas por algumas organizações de direitos humanitários.

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro israelense, declarou que antes já foram expulsos cerca de vinte mil migrantes e que faltam mandar embora o restante. Ele ainda afirmou que a presença deles é um perigo para a identidade judaica.

No momento existem cerca de 38 mil migrantes africanos em Israel, que o governo se refere como “infiltrados” e cerca de 1,4 mil estão detidos, segundo fontes do departamento de imigração do país.

Essa expressão “infiltrado” é usada pelo governo para mencionar aqueles que estão morando em Israel, mas que entraram ilegalmente no país. Apesar do governo ter feito essa exigência em relação à saída do país dos migrantes africanos, representantes do governo afirmam que isso ocorrerá de maneira civilizada e espontânea. Esse ultimato não inclui idosos, crianças e pessoas que foram vítimas de serviço escravo ou tráfico de pessoas.

Algumas organizações de direitos humanos e a ACNUR (Agência de Refugiados da Organização das Nações Unidas), acreditam que essas medidas desrespeitam as leis internacionais e as leis do próprio país. Existe grande preocupação por parte da ACNUR, com os migrantes africanos que estão sendo expulsos do território israelense.

A agência declarou que está faltando clareza por parte do governo de Israel, o que impossibilita o serviço de supervisão da realização das ações, que serão praticadas pelo governo durante todo esse processo.

 

Hospital Copa Star de Jorge Moll é referência em atendimento de luxo

Localizado em Copacabana, o Hospital Copa Star faz parte da Rede D’Or São Luiz, criada pelo cardiologista Jorge Moll. Com um conceito que se baseia em um atendimento diferenciado e de luxo, o hospital pode ser descrito como parecido com um hotel cinco estrelas, tendo em vista que todo o seu planejando foi feito pensando em como oferecer aos pacientes uma estrutura única e incomparável.

O conceito do Copa Star segue o padrão dos hospitais D’Or São Luiz, de Jorge Moll, cujo objetivo é levar para todo o país um nível de excelência na área da saúde. Entre as características da estrutura interna do local, é possível citar corredores que se parecem com galerias de arte, incluindo mais de 200 obras do artista Yutaka, além de um formato onde o trânsito de enfermeiros e macas é feito em uma área anexa, com o intuito de não lotar os corredores do local.

Com uma área total de aproximadamente 21 mil metros quadrados, o espaço interno do Copa Star de Jorge Moll foi projetado nos mínimos detalhes, desde o saguão de entrada refinado e moderno, até o conceito decorativo escolhido para os quartos e demais ambientes, que fazem desse hospital algo completamente diferente dos hospitais tradicionais do Brasil.

Além disso, no Copa Star os pacientes não precisam se preocupar com odores inconvenientes e comuns em hospitais, como o odor do éter, pois o local faz uso de aromas especiais que combinam notas cítricas e amadeiradas, com o intuito de deixar o cheiro dos ambientes mais confortáveis.

Já em relação a iluminação, esta foi escolhida para ser natural e aconchegante, o oposto das luzes fortes e invasivas que ainda fazem parte da grande maioria dos hospitais. Em termos gastronômicos, o local também não deixa a desejar pois conta com um restaurante próprio liderado por um famoso chef conceituado. Com toda essa estrutura, o hospital da Rede D’Or São Luiz de Jorge Moll teve um orçamento de mais de R$ 400 milhões, tendo iniciado as suas obras no ano de 2013.

A partir de agora, a Rede D’Or São Luiz tem o objetivo de expandir esse modelo de hospital de luxo e levá-lo para outras capitais do país futuramente. Para os próximos anos, a rede já planeja inaugurar unidades nas cidades de São Paulo e Brasília. Nesse meio tempo, o Hospital Copa Star tem sido frequentemente escolhido como alternativa para os pacientes de São Paulo, que realizam a ponte área entre a cidade e o Rio de Janeiro para frequentar o local.

A escolha de trazer um hospital desse porte para o Rio de Janeiro foi pensada devido a carência da cidade em hospitais como o Copa Star, ao tempo que em São Paulo já existem opções como o Albert Einstein e o Sírio-Libanês.

Atualmente, o Copa Star de Jorge Moll emprega cerca de 550 profissionais da área da saúde, desde assistentes e profissionais de apoio até enfermeiros e mais de cem médicos. Com instalações e instrumentos que estão entre os mais avançados da atualidade, o local tem capacidade para receber cirurgias do mais alto grau de dificuldade, nas áreas da neurologia e cardiologia, nas quais já é considerado como uma das principais referências do Brasil.

 

52% das mulheres não fazem exames ginecológicos preventivos aponta pesquisa

Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) apontou que mais da metade das mulheres brasileiras não realizam exames ginecológicos preventivos, apesar de 86% dos brasileiros já terem ouvido falar do câncer do colo do útero.

O estado do Rio Grande no Norte é onde existe o índice mais baixo, sendo apenas 25% das mulheres que realizam exames rotineiros. Os estados que aparecem abaixo da média nacional estão Roraima, Mato Grosso, Tocantins e Bahia.

Na Paraíba é o local onde as mulheres mais realizam exames regulares que chegam a 75%.

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer, o tumor que mais atinge a população feminina brasileira é o câncer no colo do útero, ficando atrás apenas do câncer de mama e do colorretal. É a quarta causa de morte por câncer entre as mulheres no país, e faz por ano mais de 5 mil vítimas fatais e 16 mil novos casos.

A diretora da SBOC, Andréia Melo destaca que a negligência é preocupante. O exame é capaz de reduzir a incidência do câncer de colo de útero em até 80%. Ela explica que o procedimento é simples e pode identificar antecipadamente para ser tratada antes do tumor se desenvolver.

O exame de papanicolau é recomendado para mulheres entre 25 e 64 anos de idade, e deve ser feito uma vez ao ano.

A pesquisa apontou que os principais motivos que levam as mulheres a não realizarem os exames, são a falta de tempo e de plano de saúde. Outra parte disse que não realizam os exames por achar desnecessários esses exames preventivos. As mulheres que disseram não conhecer o câncer de colo de útero são uma em cada dez.

Andréia diz que para diminuir a presença da doença nas mulheres, é preciso utilizar meios que já possuímos como as vacinas e os preservativos. Os exames de prevenção são de extrema importância e são gratuitos a toda população. O tabagismo é outro grande vilão do câncer no colo do útero, destaca ela.

A pesquisa foi realizada com 1,5 mil homens e mulheres com idade a partir dos 18 anos de todas as classes sociais e de todas as regiões do país. A pesquisa foi intitulada com nome de  “Pesquisa sobre Conhecimento, Hábitos e Estilo de Vidas dos Brasileiros em relação ao Câncer”.

 

Número recorde de pessoas foi ao Palácio Imperial no aniversário do imperador japonês

Depois de ter anunciado a sua abdicação, o primeiro aniversário do imperador japonês Akihito, de 84 anos, levou uma quantidade recorde de pessoas ao Palácio Imperial em Tóquio, para homenagear o imperador. Nesse dia o Palácio Imperial é aberto ao público e também é feriado nacional no Japão.

Com bandeirinhas japonesas nas mãos e também celulares para registrar o momento com fotos e filmagens, a multidão saudou o imperador Akihito quando ele apareceu em uma varanda, junto de sua esposa e outros integrantes de sua família. No Japão, o imperador é uma figura cerimonial e não possui poder político.

Segundo a Agência Imperial, foram mais de 52.000 pessoas que compareceram ao Palácio Imperial para participar deste evento, um número recorde desde que o imperador Akihito assumiu o reinado simbólico, há 29 anos atrás. Essa época é conhecida como era “Heisei”, que quer dizer “alcançar a paz”.

O imperador em suas palavras mencionou que os seus pensamentos estão com aqueles que padeceram com as chuvas intensas e com tufões, e também com as vítimas do terremoto e do tsunami de 2011, que matou e removeu milhares de pessoas da costa leste no Japão, e que ainda estão sofrendo com toda essa situação.

O imperador Akihito juntamente com a sua esposa, a imperatriz Michiko, passou grande parte do seu reinado debatendo a herança deixada pela Segunda Guerra Mundial, que aconteceu enquanto o seu pai reinava no Japão, o imperador Hirohito. Ele também consolou e ajudou milhares de pessoas que sofreram com desastres, como por exemplo o que aconteceu em 2011, na costa leste do Japão.

No Japão, o Conselho Imperial da Família formado por dez integrantes, aprovou recentemente com  a abdicação do imperador,  que acontecerá em 30 de abril de 2019. O Trono de Crisântemo vai ser assumido pelo seu filho primogênito, o príncipe Naruhito.

O imperador Akihito declarou que passaria o restante do tempo do seu reinado exercendo as suas obrigações, além de promover a preparação para o seu sucessor. Depois de passar por uma cirurgia no coração e por um tratamento de câncer de próstata, o Japão sancionou uma lei concedendo uma permissão específica para o imperador Akihito abdicar do cargo, porque a lei do país não prevê abdicação por parte do imperador. O último caso de abdicação de um imperador no país, aconteceu há duzentos anos atrás.

 

Saiba o que a instituição Análise Advocacia 500 publicou sobre o escritório de Ricardo Tosto

Todos os anos inúmeros escritórios de advocacia são avaliados por diretórios especializados. Por meio de análises de performance, é possível que se conheça quais foram os melhores estabelecimentos e profissionais em relação a um dado período estipulado. Um dos avaliados de 2017 foi a empresa fundada pelo advogado Ricardo Tosto, que teve seu nome citado positivamente em vários quesitos pela publicação Análise Advocacia 500. Na edição em questão, a organização Leite, Tosto e Barros foi elencada entre as dez mais admiradas do âmbito jurídico nacional.

Além de servir como uma espécie de guia para os potenciais clientes que demandam por algum tipo de serviço dessa natureza, a Análise Advocacia 500 também é um referencial para os próprios avaliados. Isso se dá pelo fato de escritórios e advogados conseguirem obter uma profunda avaliação do modo como têm trabalhado na resolução de variados processos. No caso do escritório fundado por Ricardo Tosto, a publicação conferiu destaque às áreas de contratos comerciais, infraestrutura, operações financeiras, direito trabalhista, dentre outras.

A atuação dos sócios da Leite, Tosto e Barros foi outro ponto importante das avaliações da Análise Advocacia 500. Separados por área, os parceiros de trabalho de Ricardo Tosto tiveram reconhecimento por meio da instituição avaliadora. Na área cível, bem como na que cuida de contratos comerciais, o advogado Paulo Guilherme foi mencionado como o mais destacado do ano. Tiago Lobão e Rodrigo Quadrante foram citados respectivamente pela maneira como conduziram assuntos inerentes às áreas de infraestrutura e operações financeiras. Já Luciana Arduin Fonseca teve seu nome citado em face da performance alcançada perante processos trabalhistas. Juntamente aos citados, outros colaboradores também foram apontados como relevantes ao andamento da empresa.

A publicação analisou os participantes sob diversos aspectos. Em um deles, o que se observou foi o fato de alguns profissionais serem apreciados em decorrência do modo como prestavam atendimentos em determinados setores. Dentro da empresa de Ricardo Tosto, por exemplo, a organização responsável pelas análises salientou que Ricardo Yamamoto e Luciana Arduin Fonseca são os prediletos em se tratando do setor que atende demandas sucroalcooleiras. No segmento de engenharia e construção, Rodrigo Quadrante e Charles Isidoro Gruenberg figuraram como os favoritos pelos clientes. O fundador do Leite, Tosto e Barros, por sua vez, foi citado ao lado de seus colegas Fernando Araneo e Paulo Guilherme Lopes no que diz respeito às atuações na área de energia elétrica.

Além de avaliar a organização fundada por Ricardo Tosto de uma maneira global, a Análise Advocacia 500 mensurou a admiração da clientela presente em São Paulo e no Distrito Federal. Dessa forma, os advogados preferidos dos clientes que recorrem à unidade paulista são Cristina Alckmin Lombardi, Luciana Arduin Fonseca, Rodrigo Quadrante e Paulo Guilherme. No Distrito Federal, Tiago Lobão despontou absoluto na preferência de quem procura pelos serviços da empresa na capital do país. Em conjunto com as unidades citadas pela publicação, o grupo também conta com colaboradores em operação no estado do Rio de Janeiro, formando uma corporação expressiva perante o atual mercado jurídico nacional.

 

Renato Gaúcho e Grêmio negociam novo acordo

Renato Gaúcho e dirigentes do Grêmio se encontraram, a pauta da reunião era a renovação do contrato do treinador. O encontro aconteceu em um jantar onde muito se conversou, mas não foi ainda dessa vez que tudo foi acertado. Renato Gaúcho estava acompanhado de seu empresário, Gerson Oldenburg.

Essas negociações em geral demandam tempo, pois cada um precisa colocar na mesa as suas demandas. A previsão é que tudo seja acertado ainda no mês de janeiro.

Faltam alguns elementos para a definição do acordo, é inegável de que há um interesse enorme tanto da parte do Renato Gaúcho como dos dirigentes do Grêmio. Especialistas em negociação de futebol afirmam que essa etapa é normal dentro de um processo que se reinicia, para que tenha como resultado final a permanência do técnico.

Com uma campanha de sucesso, normalmente se exige mais do clube, novas oportunidades e até salario maior. Vários clubes do Brasil e até do exterior, tem demonstrado interesse e até fazem propostas ao empresário de Renato.

A conversa sobre a renovação do contrato, foi cogitada pelo presidente do Grêmio Romildo Bolzan, ainda em Abu Dhabi na final do campeonato mundial. O presidente do Grêmio e o empresário do jogador, chegaram a ter um jantar de negócios.

Para o Renato não havia problema que as primeiras conversas acontecessem em Abu Dhabi, mas chegando lá como técnico e vendo a possibilidade de ganhar a competição concentrou-se no jogo. Depois em tom de brincadeira disse que estava se dando três dias de folga.

Renovando o contrato para permanência no Grêmio, Renato pretende fazer mudanças na sua rotina. Pretendendo buscar seu bem-estar, ele mudará para uma casa, saindo da rotina da vida em hotéis, onde passou toda essa temporada.

O feito da conquista do tri campeonato da Copa Libertadores da América, elevou Renato a um patamar altíssimo. Na história do futebol Brasileiro é o único com duas vitorias continentais tanto como técnico e jogador, isso pelo mesmo clube o Grêmio Portalegrense.

Tudo indica que Renato Gaúcho e o Grêmio conseguiram entrar em um para pelo menos mais um ano de contrato.

 

Parques aquáticos brasileiros estão entre os melhores do mundo

O Beach Park, em Aquiraz, Ceará, é o segundo melhor parque aquático do mundo, estando acima dos parques em Orlando, região mundialmente conhecida pela oferta de entretenimento do ramo.

No primeiro lugar no ranking do TripAdvisor está o Siam Park, em Adeje, Espanha. No Brasil, o Beach Park já era considerado o melhor do país. A atração para quem curte um belo dia de sol e divertimento em piscinas é o Arrepius, um superbrinquedo com cinco toboáguas e também cinco descidas diferentes (no Skybox, o chão se abre dando uma sensação de queda livre). O brinquedo Insano, um toboágua para gerar altos níveis de adrenalina, tem uma descida de 41 m de altura e chega a uma velocidade 105 km/h.

Em Rio Quente, o Hot Park está entre os 7 melhores do mundo, mostrando que o Brasil sabe fazer uma boa diversão aquática. O complexo que fica em Goiás tem um atrativo turístico chamado Praia do Cerrado, o mais frequentado pelos visitantes, a areia do local é branca e a água está agradavelmente a 37°C. Para o público infantil O Clube da Criança tem lugar garantido para a diversão. A brincadeira não tem hora para acabar em uma tina gigante que despeja água. Na praia da Marina, as pequenas ondas complementam parte da Praia do Cerrado.

Thermas dos Laranjais em Olímpia, São Paulo, está na 11° posição. As águas desse

parque têm uma temperatura que vai de 28° a 38°C. O brinquedo Asa Delta é uma pista com U e sete metros de altura em que o visitante despenca em um toboágua, uma das novidades do parque.

Na 12° posição está o Eco Parque, em Arraial d’Ajuda, Bahia. Percorrer um rio lento com boia ou caiaque, piscinas com ou sem ondas e arvorismo fazem parte das opções de diversões do parque. Monitores ensinam sobre a vida marinha no espaço Coral Vivo.

E ainda participando na lista na 14° posição está o di Roma Park, o lugar tem escorregadores gigantes que saem de um vulcão, piscinas de ondas, escorregadores com boias e rampas de alta velocidade. Para as crianças, piscina com chafariz, navio pirata e rampas proporcionam a alegria da garotada.

 

Bruxelas, não deve nada para as demais atrações europeias

Em geral, a maioria dos brasileiros que planeja uma viagem dificilmente vai querer ir diretamente para Bruxelas, na Bélgica. O país pode estar um pouco ofuscado pela proximidade das capitais mais famosas e efervescentes como Paris e Amsterdã, mas não é menos interessante.

Um dos monumentos da cidade que mais despertam a atenção dos turistas é uma molécula gigante que se chama Atomium. Outro monumento curioso é um pequeno garoto que está fazendo xixi, conhecido como Manneken Pis.

Bruxelas tem a sua importância na comunidade europeia, é a sede da Otan e do Parlamento Europeu. Quem vai atrás de arte e história não deixará de levar um banho cultural, o Musées Royaux dês Beaux Arts é um local que abriga um acervo desejado por muitos entusiastas, nas exposições estão artistas como Bosch e Rubens. A coleção artística de obras do surrealismo do século 20 convida para apreciação, quem está no protagonismo desse acervo é Magritte.

Quem quiser praticar o francês não pode perder a oportunidade, Bruxelas é uma cidade bilíngue que fala francês e o flamenco (dialeto holandês). A praça principal da cidade, a Grand Place, tem um charme que desperdiça beleza e não deixa ninguém duvidando da elegância que ela pode sustentar.

Os fãs de histórias em quadrinhos vão correr para conferir o local onde nasceram as histórias de Tintim e dos Smurfs. Outra atração imperdível é a gastronomia que vai deixar os amantes de chocolate com água na boca e pedindo mais.

Voos diretos do Brasil não existem, então seria um bom itinerário começar a sua viagem por outros países europeus que podem ser a porta de entrada para o destino. Quem está em Cancún no México, usufrui de voos acessíveis, mas esse plano só é vantajoso para quem já está na região.

Quem chega pelo aeroporto internacional Brussels Airport terá as placas que irão levar para a saída de maneira inconfundível. O transporte para a cidade pode ser feito de trem, ônibus ou táxi. Um shuttle também faz o percurso até a estação central e custa € 10, o nome do shuttle é ANTWERP – BRUSSELS AIRPORT EXPRESS. Quem pegou um voo barato em geral vai para o Aeroporto de Charleloi, se possível é melhor evitá-lo pois as opções de transportes são mais limitadas, nesse aeroporto a empresa Brussels City Shuttle cobra $ 17 até o centro.

 

As seis cidades brasileiras com o menor número de habitantes

Segundo o IBGE, o Brasil com o seu imenso território possui 5.570 municípios. O censo de 2010 e

com estimativas em 2013, revelaram que existem algumas cidades brasileiras com menos de 1.500 habitantes. Mas cada uma delas possui em sua história fatos curiosos e também paisagens muito bonitas. As cidades com menos habitantes no país são:

Serra da Saudade, Minas Gerais – Essa cidade segundo a estimativa de 2013 do IBGE, possui o menor número de habitantes do país, com 825 pessoas. Ela foi fundada em 1963 e está localizada na parte central do estado mineiro.

Borá, São Paulo – Com cerca de 834 habitantes, essa cidade é a segunda menor em quantidade de moradores do país. Essa cidade já foi a menos populosa do Brasil com 805 habitantes, segundo o censo de 2010, mas de acordo com as estimativas de 2013 ela passou a apresentar 834 pessoas morando na cidade.

Araguainha, Mato Grosso – Este município possui 1.024 habitantes e tem a maior área entre essas seis cidades com poucos habitantes, com 687 km². Araguainha passou a ser um município em 1963, sendo formado por áreas de garimpo. Essa cidade possui uma cratera gerada pela colisão de um meteoro de aproximadamente 1,7 km, há cerca de 250 milhões de anos.

Anhanguera, Goiás – Essa cidade possui 1.082 habitantes, e uma das menores extensões territoriais entre os municípios do Brasil, com somente 56,9 km². Mas a cidade possui a maior densidade demográfica entre todos os municípios brasileiros, com quase 18 habitantes por km².

Oliveira de Fátima, Tocantins – Com 1.085 habitantes, essa cidade possui a menor população do estado e uma área de aproximadamente 205 km². A sua densidade é de apenas cinco pessoas por km², e ela foi elevada à categoria de cidade em 1994.

Nova Castilho, São Paulo – Esta cidade tem 1.195 habitantes, com o IDH mais alto e o melhor PIB entre essas seis cidades com poucos habitantes. Este município fica no noroeste do estado e foi elevado à cidade somente em 1995, tendo sido anteriormente um distrito da cidade paulista de General Salgado. Segundo um levantamento do IBGE em 2012,  a cidade de Nova Castilho  é a que possui a pior sinalização do estado, com apenas uma placa mostrando a sua entrada e não possui placas de identificação das suas ruas.

 

Conheça o Parque Cidade Jardim e outros empreendimentos de José Auriemo Neto

Image result for José Auriemo neto
José Auriemo Neto

O Parque Cidade Jardim é um complexo localizado nas proximidades da Marginal Pinheiros que reúne apartamentos, escritórios, shopping e um hotel da rede Fasano. São nove torres residenciais, quatro destinada a escritórios e uma de uso misto. A ideia de José Auriemo Neto é que os moradores não precisassem do carro para trabalhar, consumir ou se divertir.

O empreendimento foi lançado em 2006, após José Auriemo Neto convencer o pai, Fábio Auriemo que o projeto poderia dar certo. Ele disse que a entrada da área residencial poderia ser feita por trás da marginal. Foi então que a JHSF adquiriu o terreno da Eletropaulo por R$ 50 milhões, indenizo algumas famílias que criaram uma favela no local e iniciaram a construção.

Na época que foram vendidas as primeiras unidades, o apartamento mais barato (de 240 m²) foi vendido por R$ 2 milhões, enquanto o mais caro, um tríplex de 1,8 m² foi vendido por pouco mais de R$ 17 milhões.

A divisão de shoppings

O destaque do Parque Cidade Jardim é o shopping center de luxo, o Shopping Cidade Jardim. São mais de 180 lojas das mais variadas, algumas são grifes famosas como Ralph Lauren, Louis Vuitton Gucci, Pucci, Valentino Chanel, Dior, Hermés, Ermenegildo Zegna, Fendi, entre outras. O centro de compras ainda conta com cinemas modernos, praça de alimentação, agências bancárias, universidades e etc.

Antes de apresentar ao público o Shopping Cidade Jardim, a JHSF já atuava no segmento de centros comerciais. A divisão criada em 2001 por José Auriemo Neto já construiu, desenvolveu e administra alguns empreendimentos de referência. A intenção foi de reforçar as atividades de renda recorrente da empresa e ampliar seu portfólio de atuação.

Com o segmento a companhia se mostrou a frente do seu tempo. Começando pelo Shopping Metrô Metrô Santa Cruz, o primeiro do Brasil que foi integrado a uma estação do metrô. Também inovou com o Catarina Fashion Outlet, o primeiro outlet do país destinado ao público de alta renda. Além dele, também administra o shopping Ponta Negra (Manaus) e o Bela Vista (Salvador).

A empresa de José Auriemo Neto focou no mercado de alto padrão nos últimos anos. Prova disso foi a aquisição de parte do Grupo Fasano, que administra hotéis e restaurantes na América Latina, principalmente no Brasil e Uruguai, contudo há planos para expandir sua atuação para Miami, nos Estados Unidos.

Quem é José Auriemo Neto

É empresário, casado com Mariana Landmann Auriemo e pai de Olivia e Antonio. Começou sua trajetória na empresa da família, a JHSF, cedo e com 17 anos já era responsável pela área de estacionamentos. Aos 27, considerado muito novo, chegou a presidência executiva, cargo que deixou em 2014 para ser presidente do conselho administrativo.

O executivo não tem interesse a muito de badalações, dando preferência aos momentos com a família e ao trabalho. Acorda cedo e pouco depois das 8 da manhã já está em seu escritório, o qual só sai apenas para visitar o canteiro de obras ou apresentar algum imóvel a um investidor. Mesmo nas férias arruma um tempo para agendar encontros comerciais.